Notícias

Consórcio retoma discussão sobre descentralização de medicamentos de alto custo

Tema será apresentado pelos secretários municipais de Saúde do ABC aos representantes do governo estadual

14/02/2017

Os secretários municipais de Saúde do ABC retomaram, nesta terça-feira (14), a discussão sobre a distribuição descentralizada de medicamentos de alto custo para as sete cidades. Durante reunião do Grupo de Trabalho Saúde do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, os representantes recém-empossados das pastas da região iniciaram o debate sobre possibilidades para modificar a logística da distribuição atual, concentrada no Hospital Mário Covas, em Santo André.

O tema será apresentado pelos secretários municipais aos representantes do governo estadual na próxima reunião da Comissão Intergestores Regional (CIR). Os medicamentos cadastrados no Componente Especializado de Assistência Farmacêutico (CEAF) são de uso ambulatorial e se caracterizam pelo alto custo devido ao valor unitário ou pelo estado crônico da doença.

Após a reunião no Consórcio, o secretário de Saúde de São Bernardo do Campo, Geraldo Reple Sobrinho, ressaltou a importância de retomar o debate sobre o tema no ABC. “Vemos com bons olhos a descentralização dos pontos de entrega dos medicamentos na região. Vamos estudar o tema e entrar em contato com a Secretaria de Saúde do Estado para viabilizar parcerias”, afirmou.

O secretário executivo do Consórcio, Fabio Palacio, destacou que a entidade regional é o ambiente propício para a discussão de todas as demandas que envolvem as sete cidades. “Estávamos aguardando as indicações das prefeituras para a retomada do trabalho do GT. Com esse início, esperamos encontrar uma solução razoável para facilitar a vida dos moradores da nossa região”, disse.

Tags

GT SAÚDE