Notícias

Foto: Rogério Lorenzoni

Pesquisa revela que 30% dos moradores do ABC preferem atividades culturais no tempo livre

Com apoio do Consórcio, estudo “Cultura no Grande ABC” orienta gestores culturais, poder público e empresas para novos projetos culturais na região

08/03/2018

Cerca de 30% dos moradores do ABC preferem realizar atividades culturais no seu tempo livre, e o cinema é atividade mais realizada fora de casa na região. Estes são alguns destaques da pesquisa “Cultura no Grande ABC”, realizada pela consultoria JLeiva Cultura & Esporte, em parceria com Datafolha, com apoio do Consórcio Intermunicipal Grande ABC. Os principais resultados do estudo foram divulgados na terça-feira (6), em evento aberto ao público no Sesc Santo André, com presença de gestores culturais, artistas, professores, acadêmicos e especialistas na área, além de representantes do poder público.

A pesquisa consultou 1.595 pessoas, com 12 anos ou mais, da região em busca de informações sobre os hábitos culturais e de lazer na região, onde vivem cerca de 2,8 milhões de habitantes. “A pesquisa direciona os gestores à revisão de suas estratégias de comunicação para atrair e formar novos públicos para os equipamentos e atividades culturais oferecidos pelas prefeituras”, afirmou o secretário executivo do Consórcio, Fabio Palacio.

Entre os municípios, os resultados do estudo mostraram que São Caetano do Sul tem os melhores índices de acesso à cultura, e Diadema os piores. Os níveis de escolaridade e renda também influenciaram as respostas dos moradores. Segundo a pesquisa, quanto maior o acesso à educação, menor a exclusão das atividades culturais, como ler um livro, visitar museus e exposições ou frequentar o teatro, entre outras. A renda também se mostrou um diferencial no acesso à cultura na região, com variações entre mais ricos e mais pobres.

Outro destaque foi o conhecimento dos espaços culturais do Grande ABC. O Sesc Santo André foi o mais lembrado e frequentado pelos moradores (74%), seguido pelo Teatro Lauro Gomes, em São Bernardo do Campo (65%), e Teatro Municipal de Santo André (60%).

"O setor cultural sempre estimula muito a criatividade e subjetividade das pessoas, e esta pesquisa foi capaz de trazer dados, números e informações mais objetivas para a tomada de decisão de políticas públicas na área, investimentos em projetos culturais e formas de comunicação com o público", observa Rodrigo Linhares, coordenador da JLeiva Cultura & Esporte.  

Este foi o segundo levantamento realizado pela Consultoria JLeiva Cultura & Esporte para conhecer os hábitos culturais dos moradores do ABC paulista, após a primeira edição em 2014. A pesquisa foi viabilizada com apoio do Ministério da Cultura e da Secretaria de Estado da Cultura, por meio das Leis Rouanet e ProAC ICMS. Teve o patrocínio da Braskem e do Instituto CCR. Além do Consórcio, a pesquisa também contou com apoio do Sesc SP.

 

(Com informações da CDN Comunicação)

Tags

CONSÓRCIO