Notícias

Coluna ‘Por dentro dos GTs’ divulga atividades e projetos dos Grupos de Trabalho e Grupos Temáticos

Confira as atividades dos Grupos de Trabalho e Temáticos na semana de 4 a 8 de junho

19/06/2018

Dentro da proposta de institucionalizar a imagem do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, a Secretaria Executiva da entidade pretende dar mais visibilidade aos projetos e políticas públicas em formatação e discussão na entidade. Para ajudar nesta divulgação nada melhor do que noticiar e retratar as propostas que vêm sendo analisadas nas reuniões internas pelos integrantes dos mais de 40 Grupos de Trabalho e Grupos Temáticos, compostos por servidores municipais e com a assessoria da equipe técnica do Consórcio Intermunicipal.

A partir deste mês, os leitores e internautas terão à disposição no site do Consórcio, e nas respectivas mídias sociais da entidade, além da mídia tradicional da região e Grande São Paulo, informações sobre tudo o que vem sendo produzido e discutido nos GTs.

“O Consórcio Intermunicipal Grande ABC foi o primeiro órgão colegiado entre municípios brasileiros, e que virou referência dentro e fora do país. Nestes 27 anos, a entidade produziu e continua produzindo projetos públicos e ações que atendem às demandas da região em diversos setores das administrações. Todo esse trabalho merece e precisa ser divulgado à população”, destacou o secretário executivo da entidade, Tunico Vieira.

Ações Educacionais em Mobilidade

No último dia 4 de junho, com a reunião do Grupo Temático Ações Educacionais em Mobilidade, os integrantes deste GT discutiram as ações desenvolvidas pelas cidades da região no Maio Amarelo e o Estudo para Capacitação de Agentes de Trânsito do Grande ABC.

Também foi determinada a consulta ao Denatran sobre o credenciamento do Consórcio/Centro Regional de Formação em Segurança Urbana, como entidade credenciada a ministrar cursos de formação e de atualização para agentes de Trânsito”, afirmou. “Eu acredito muito na Educação para o Trânsito. Entendo que é a melhor forma de levarmos a nossa mensagem por mais segurança no trânsito, além de conscientizarmos as pessoas sobre a importância do Trânsito Seguro”, destacou o coordenador Ricardo Finato de Oliveira.

GT Meio Ambiente

No dia 5 de junho, quando se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, o Consórcio participou do seminário “Agenda 2030 da ONU e a Rota 2030”, organizado pelas Secretarias de Gestão Ambiental e de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de São Bernardo. A discussão central versou sobre a importância da sustentabilidade nas ações públicas e privadas e uma proposta de projetos voltados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

GT Igualdade Racial 

Ainda no dia 5 de junho, o GT Igualdade Racial, em conjunto com as Comunidades Tradicionais de Terreiros e de Religiões de Matrizes Africanas, debateu dois assuntos chaves: a Segurança Alimentar e a Cooperativa das comunidades tradicionais, além da discussão sobre o espaço regional para os cultos de matrizes africanas. Para Adriana da Silva, o apoio logístico do Consórcio Intermunicipal, por meio do GT Igualdade Racial, foi fundamental. “Eu penso que as Conferências foram um espaço de empoderamento para essa população, para o nosso povo. E o Consórcio Intermunicipal tem um papel fundamental nesse processo de empoderamento e de resistência. E a gente estar aqui hoje discutindo assuntos que nos dizem respeito, seja rindo ou chorando, é importante pois é um espaço extremamente rico, de resistência em tempos de perseguição. O racismo religioso que a gente vem enfrentando está mais sofisticado, porque agora você tem a mídia, e grupos organizados, que se colocaram dentro da política para poder nos perseguir. Legalmente”, destaca a representante da sociedade civil.

A mãe de santo Eliandra Barreto, que veio de Araçatuba (530 km) para conhecer o trabalho desenvolvido pelo Consórcio no apoio ao Grupo Temático Povos de Terreiros e Religiões de Matrizes Africanas, destacou a iniciativa da entidade regional. “O que chamou a atenção para a gente foi o fato de o Consórcio ter abraçado as causas dos Povos de Terreiros e de Religiões de Matrizes Africanas, e dar o espaço para que fossem discutidos quais são as necessidades, a atuação e de que forma podemos nos articular para desenvolvermos políticas públicas, que possam contemplar o nosso povo que vive à margem dessas políticas, que não contemplam as nossas necessidades”, destacou.

GT Saúde

Também no dia 5 de junho, o Grupo Temático Regulação Regional do GT Saúde se reuniu na sede do Consórcio para discutir sobre a Regulação Regional da Linha de Cuidados de Ortopedia.

GT Esporte

Durante a reunião do GT Esporte, no dia 6 de junho, os integrantes foram informados sobre os eventos esportivos que serão realizados nas cidades consorciadas, e também iniciaram a discussão sobre as principais necessidades das secretarias municipais de Esportes.

Entre elas, a capacitação para os integrantes do GT, voltada para a captação de recursos estaduais e federais; a necessidade de um ônibus para o transporte de atletas para a disputa de competições oficiais; as ações regionais esportivas para o ano de 2019 (Jogos Populares do Grande ABC; Copa Consórcio de Futebol e Corrida Regional Grande ABC) estão condicionadas ao estabelecimento de parcerias, públicas ou privadas.

GT Igualdade Racial

Também no dia 6 junho, o Grupo de Trabalho da Igualdade Racial promoveu uma Qualificação Regional para a Captação de Recursos na área da Cultura.  O encontro foi conduzido pelos servidores Angélica Veiga, André “Pomba” e Jenipher Queiroz, da Secretaria de Cultura do Governo do Estado, que deram orientação para pessoas físicas e jurídicas de como redigir e promover a inscrição de seus projetos culturais. Foram esclarecidas dúvidas da sociedade civil e do Poder Público sobre o preenchimento da inscrição, e dos editais.

André Pomba destacou o fato de que a Cultura é o maior agente transformador da sociedade. “Eu circulo muito pela Capital, pelo Interior, e percebo cada vez mais que a Cultura está se expandindo no nosso Estado. Eu costumo dizer que a Cultura, sim, é capaz de vencer a violência. E isso fica nítido quando percebemos que um jovem do Projeto Guri custa R$ 2 mil por ano ao Estado, e o interno da Fundação Casa custa R$ 10 mil por mês, eu percebo que a Cultura é capaz de vencer essa espiral. Por isso, eu recomendo: coloquem essa molecada para fazer teatro, dança e música. E veremos que iremos formar melhores cidadãos”, disse ao final do encontro.

Para Cristopher Ferraz de Araújo, secretário adjunto de Cultura de Rio Grande da Serra, é muito importante a iniciativa do Consórcio em capacitar os servidores da área da Cultura para apresentar editais corretos. “Achei muito legal essa iniciativa do Consórcio de poder capacitar as pessoas na busca por bons projetos culturais. O que a gente vê é que verba existe, o que faltam são bons projetos”, destacou. É uma forma de conseguir patrocínios culturais para ações regionais, e até mesmo porque o Estado precisa de bons parceiros para desenvolver as políticas públicas no setor”, destacou.

GT LGBT

O Grupo de Trabalho LGBT se reuniu no período da tarde do dia 6 de junho, quando foram discutidos a Pesquisa Regional sobre o público LGBT; a visita ao Centro Especial Para Mulheres Transexuais e Travestis Florescer, em São Paulo; além da reunião com a sociedade civil para o Planejamento Regional 2019, com ênfase no mês de Enfrentamento à LGBTfobia e o Plano Regional de Enfrentamento à LGBTfobia. O GT vai organizar ainda um seminário regional sobre a legislação referente à população LGBT, em parceria com a OAB/SP.

GT Resíduos Sólidos

O Grupo de Trabalho Resíduos Sólidos se reuniu na quinta-feira (7 de junho) para discutir o Acordo Setorial de Logística Reversa de Lâmpadas (consumo doméstico), com a participação de representantes da Reciclus, empresa responsável pelo recolhimento das lâmpadas usadas e queimadas. O encontro, solicitado pelos técnicos municipais, foi para discutir as formas de potencializar o acordo setorial, uma vez que os municípios acabam recebendo em seus pontos de coleta as lâmpadas que devem ser endereçadas para a logística reversa.

A Reciclus apresentou a relação dos pontos de coleta na região e destacou que os números fazem parte da meta estabelecida no acordo setorial realizado em escala nacional. Para que a população conheça os pontos de coleta de logística reversa das lâmpadas, os municípios e o Consórcio irão divulgar os pontos de descarte da Reciclus. O GT também chegou ao consenso sobre a necessidade de levar essa discussão ao Ministério do Meio Ambiente, uma vez que as metas estabelecidas para a região no acordo setorial estão abaixo do que o grupo técnico entende como necessário para efetivação da logística reversa.

Comissão Organizadora do 1º Congresso Intermunicipal de Educação

A Comissão Organizadora do 1º Congresso Intermunicipal de Educação do Grande ABCMRR se reuniu para definir detalhes da organização do evento, como: a participação das universidades no evento (seleção de trabalhos na Comissão Científica, mediações e colóquio); mudança no local de encerramento do congresso; slide show para recepção de participantes no segundo dia do evento; definição do conteúdo e do formato das fichas eletrônicas de inscrição.

GT Cultura

Na reunião da última quinta-feira (7), não houve quórum para deliberações. Foram discutidos os seguintes temas: Rock no Grande ABC, uma demanda apresentada pelo pesquisador Carlos Eduardo Bastos de Castro; Projeto Museu Virtual do Grande ABC; Carnaval 2019, demanda apresentada pelo GT Igualdade Racial; Pontos de Cultura do Ministério da Cultura; 3º Fórum Regional de Patrimônio Histórico do Grande ABC; Editais Proac de Patrimônio e de Arquivos; Mercado das Indústrias Criativas no Brasil, de 5 a 11 de novembro de 2018; I Congresso Regional de Cultura do Grande ABC e a 34ª Festa Junina de Mauá.

Tags

POR DENTRO DOS GTS