Notícias

Consórcio e CVV debatem ações de prevenção ao suicídio

Consórcio e CVV debatem ações de prevenção ao suicídio

05/09/2018

Setembro é o mês dedicado à prevenção ao suicídio. Como parte da campanha Setembro Amarelo, realizada no Brasil desde 2015, o Consórcio Intermunicipal Grande ABC recebeu nesta quarta-feira (5) representantes do Centro de Valorização da Vida (CVV) para discutir ações de conscientização. Fundada em 1962, a associação filantrópica presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional, mantendo total sigilo e anonimato. Outra novidade foi o fato de a entidade social ter conquistado um telefone de três dígitos, o 188, com ligações gratuitas, para ser usado pela população para contato com os atendentes do CVV.

O encontro contou com a participação de integrantes dos Grupos de Trabalhos (GTs) Educação, Pessoa com Deficiência, Políticas de Juventude, Saúde e do Grupo Temático Pessoa Idosa. Durante a apresentação dos trabalhos do CVV, os representantes da associação ressaltaram que todos os atendimentos são realizados por voluntários devidamente selecionados e preparados para oferecer apoio emocional ao público.

Os contatos com o CVV podem ser feitos pelo telefone 188, disponível 24 horas e sem custo de ligação, pelo site da associação, por chat e e-mail, além do atendimento feito pessoalmente nos postos de atendimento. No ABC, o CVV conta com postos em Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul. Por meio destes canais, são realizados cerca de 3 milhões de atendimentos anuais no País, por aproximadamente 2.800 voluntários, ressaltou o coordenador de Divulgação do CVV, Antonio Giuseppe Rosati.

Integrante do GT Pessoa com Deficiência e voluntária do CVV, Patricia Helena Moretti afirmou que objetivo é formar e sensibilizar os servidores das prefeituras sobre a importância da prevenção ao suicídio. “O Consórcio vai ser um grande parceiro para divulgar os serviços do CVV e também para receber palestras sobre o tema”, afirmou.

Para a vice-coordenadora do posto do CVV em Santo André, Maria Elena Julio, a parceria com o Ministério da Saúde firmada em 2017 para tornar gratuitas as ligações para a entidade em todo o território nacional, por meio do número 188, é um marco na prevenção ao suicídio. “Conseguimos a universalidade do acesso ao serviço, mas precisamos aumentar o número de voluntários para podermos atender às quase 10 mil ligações que recebemos por dia”, disse. O encontro contou ainda com a presença de Milton Kagohara, coordenador do posto do CVV de Santo André.

Segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde em 2017, cerca de 11 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos no Brasil. O número de tentativas de suicídio também chama atenção, com 48.204 casos no País entre 2011 e 2016. O índice vem crescendo, especialmente entre os jovens de 15 a 29 anos.

Tags

CONSÓRCIO