Notícias

Prefeitos do Grande ABC aprovam realinhamento da suspensão temporária do transporte público

Decisão foi tomada em assembleia extraordinária do Consórcio ABC como esforço regional para conter o avanço do novo coronavírus

24/03/2020

Os prefeitos do Grande ABC aprovaram nesta terça-feira (24/3), em assembleia extraordinária do Consórcio Intermunicipal Grande ABC realizada por videoconferência, o realinhamento da medida de suspensão do transporte público municipal nas sete cidades. 

A medida faz parte de um esforço regional para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os secretários estaduais de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, participaram da reunião.

Após reavaliação e estudos técnicos realizados pelo Governo do Estado e pelos municípios, ficou estabelecido que, a partir da 0h de 29 de março (domingo), o transporte coletivo municipal das sete cidades será realizado com frota de 50% nos horários de pico e de 30% nos demais horários. 

Aos fins de semana e feriados a frota será de 30% nos horários de pico e de 15% nos demais horários. A interrupção do serviço de forma gradativa até 28 de março (sábado) será mantida, conforme definição anterior. 

A decisão tem como objetivo atender as atividades essenciais e excepcionais de acordo com a demanda e peculiaridade de cada município, ressaltou o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão.

“O que norteia nossas decisões é conter o avanço da pandemia. Este realinhamento possibilita que o transporte coletivo atenda os serviços essenciais, profissionais da saúde, segurança pública que se deslocam entre o Grande ABC e as demais cidades da Região Metropolitana de São Paulo, assim como as empresas que prestam serviços para os hospitais”, afirmou Maranhão. 

O presidente do Consórcio ABC explicou também que a decisão da entidade regional junto às prefeituras e ao Governo do Estado é passível de revisão a qualquer momento, como todas as medidas no combate à pandemia do Covid-19.

Tags

ASSEMBLEIA GERAL