Institucional

Ribeirão Pires

Ribeirão Pires é o único município que compõe a região do ABC reconhecido pelo Estado de São Paulo como Estância Turística. Possui atrativos como pesqueiros, mirantes, parques, centro hípico, jardim oriental, além da histórica Capela do Pilar, um Centro de Exposições, a Vila do doce e eventos sazonais como o tradicional Festival do Chocolate.

A cidade está localizada a 40 km de São Paulo, possui clima subtropical, suas águas e territórios são protegidos pela Lei de Mananciais, o que propicia a convivência harmoniosa de sua vida urbana com a exuberante Mata Atlântica. Limita-se com Ferraz de Vasconcelos, Suzano, Rio Grande da Serra, Santo André e Mauá. A Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31) corta a cidade e é o principal acesso à Via Anchieta. O município conta ainda com o trecho leste do Rodoanel Mário Covas que passa pelos munícipios de Arujá, Itaquaquecetuba, Mauá, Poá e Suzano, interligando os municípios da região.

Sua população de 120.396 habitantes (IBGE/2015) é distribuída em um território de 99,075 km². Totalmente inserida em perímetro urbano, a cidade possui altitude média de 800 metros, Produto Interno Bruto (PIB) municipal per capta de R$ 17,3 mil (IBGE/2013). 

Histórico

A formação de Ribeirão Pires está vinculada à família Pires, que possuía uma extensa área de terras onde, atualmente, se localizam os municípios de Mauá e Ribeirão Pires, ambos do ABC. Apesar de pertencer a uma região com raízes antigas, o município somente ganhou maior impulso na segunda metade do século XIX, com a movimentação proporcionada pela São Paulo Railway, responsável pelo desenvolvimento dos mercados de extração da madeira e de produção de telhas e tijolos em olarias, produtos cuja matéria-prima era farta nessas redondezas de solo argiloso.

A estação ferroviária de Ribeirão Pires, inaugurada em 1885, promoveu o crescimento da localidade que havia nascido em torno de uma capela construída no século XVIII, em homenagem a Nossa Senhora do Pilar.

Por volta de 1887, a partir da criação de uma colônia italiana que suplantou a ocupação do núcleo original, teve início a demarcação da área central do futuro município. Em 22 de junho de 1896, criou-se o distrito de Ribeirão Pires em São Bernardo, mas a partir de 30 de novembro de 1938, passou a pertencer a Santo André (a lei o transformara em município, e São Bernardo fora reconduzido a distrito). Em 30 de dezembro de 1953, Ribeirão Pires obteve autonomia político-administrativa.

Link

www.ribeiraopires.sp.gov.br

Galeria