Institucional

São Caetano do Sul

O município de São Caetano do Sul possui 15,331 km² de extensão e conta com 158.024 habitantes (IBGE, 2015), sendo o quinto mais populoso do ABC. A cidade possui localização privilegiada, estando situada no Planalto Paulista a apenas 12 km do centro de São Paulo, mais próxima inclusive do que grande parte dos bairros da capital paulista. Os demais municípios do ABC com que faz fronteira terrestre são Santo André, a Sul e Leste, São Bernardo do Campo, a Sul e Oeste, e São Paulo ao Norte e Oeste.

Diferente dos demais municípios da região, que possuem zonas rurais, São Caetano do Sul é constituída por área urbana em todo o seu território. O município subdivide-se em 15 bairros e por ele passam os rios Tamanduateí e o ribeirão dos Meninos, pelos córregos Utinga, das Grotas e do Moinho.

São Caetano é referência nacional em índices positivos, sendo o de maior destaque o de cidade com o melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil desde 1991, sendo, inclusive o primeiro município brasileiro a alcançar uma faixa de desenvolvimento humano acima de 0,800 (considerado Muito Alto), em 2000. De acordo com a lista mais recente dos IDHs municipais, feita pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em 2010 São Caetano do Sul possuía uma escala de 0,862, desta forma mantendo a liderança no ranking municipal. Outro dado positivo é a expectativa de vida de 78,2 anos para o cidadão sulsancaetanense. No Estado de São Paulo este mesmo indicador é de 75,7 anos e, no Brasil, de 73,9 anos.

História

A história de São Caetano, ou da área a qual pertencia, iniciou-se nos primórdios da colonização de São Paulo, mas o território de São Caetano do Sul, propriamente dito, começou a se constituir por volta de 1.631 em terras denominadas Tijucuçu, doadas a monges beneditinos, por Duarte Machado e Fernão Dias Paes Leme. A Fazenda São Caetano tornou-se produtiva em pouco tempo, destacando-se pela viticultura e a indústria de barro. O rio Tamanduateí exerceu importante papel no escoamento da produção da fazenda, enviada para São Paulo.

Após um período de decadência, o governo imperial resolveu adquiri-la e transformá-la em uma colônia para imigrantes italianos provenientes de Treviso. Essas terras, praticamente abandonadas, foram objeto de um acordo entre o governo e os italianos, que receberiam, inicialmente, alguns lotes, casas e alimentos em troca do que produzissem.

Fundado em 28 de julho de 1877, por imigrantes italianos que formavam o núcleo colonial criado pelo Império Brasileiro, São Caetano fazia parte da região onde, primitivamente, esteve a vila de Santo André da Borba do Campo – que viria a dar origem aos atuais sete municípios que formam o ABC Paulista.

Em 1905, a Câmara de São Bernardo decidiu considerar São Caetano distrito fiscal. Alguns anos mais tarde, em 4 de dezembro de 1916, foi elevada a distrito do município de São Bernardo. Posteriormente, como São Bernardo foi reduzido a distrito do então município de Santo André, houve um rearranjo administrativo e, em 30 de novembro de 1938, São Caetano passou a ser a 2ª zona distrital de Santo André.

A expansão geográfica e principalmente o processo de industrialização de toda aquela região foram fatores essenciais para que se tornasse, em 30 de novembro de 1944, o 2º subdistrito de Santo André. A emancipação político-administrativa ganhou consistência em 1947, com o surgimento da Sociedade Amigos de São Caetano, criada com a finalidade de garantir autonomia ao município e se desmembrar da condição de mero distrito de Santo André.

Um abaixo assinado composto por 5.197 assinaturas que solicitava a realização de plebiscito para a definição do status do distrito foi enviado à Assembleia Legislativa e, em 24 de outubro de 1948, São Caetano do Sul se tornou município.

Link

www.saocaetanodosul.sp.gov.br

Galeria